ESTRATÉGIAS QUE CONTRIBUEM PARA A IDENTIFICAÇÃO E CONTENÇÃO DE SURTO DE FEBRE AMARELA SILVESTRE NO GOIÁS

Thiago Vinicius N. de Menezes, Sirlene d. F Pereira

Resumo


O foco desse estudo foi apresentar ferramentas que proporcionam tanto a identificação como a contenção e controle dos casos de Febre Amarela Silvestre No Goiás. Este estudo teve por base a análise de dados de morbimortalidade por febre amarela e imagens de satélite (geoprocessamento) de pontos do Goiás. Os dados foram disponibilizados pela Secretaria de Vigilância em Saúde/MS, visando o conhecimento das estatísticas relacionadas à doença, das estratégias de controle adotadas nas três instâncias da saúde focando principalmente nas medidas de preservação de posteriores epidemias. Vários fatores são identificados através da análise das imagens obtidas através do satélite onde se vê claramente a crescente amplitude que as cidades estão tomando a ponto de degradar o ambiente natural da doença. Medidas são adotadas pelo Ministério da Saúde, a intensificação da vacinação contra a febre amarela para todas as pessoas, acima de seis
meses de idade, orientação aos serviços de saúde para que notifiquem de imediato às autoridades sanitárias os casos atendidos e ou internados de pacientes com quadro clínico
suspeito de febre amarela, entre outras. As imagens obtidas por geoprocessamento favoreceram na tomada de decisões para a prevenção e controle da doença.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14571/cets.v1i1.136

Licensed under :

Licence

----------------------------------------------------------------------

ISSN 2316-9907

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ